sábado, 31 de agosto de 2013

Livro e Bolachas


Era uma vez uma moça que estava à espera de seu vôo, na sala de embarque de um grande aeroporto. Como ela deveria esperar por muitas horas pelo seu voo, resolveu comprar um livro para matar o tempo.
Comprou, também, um pacote de bolachas. Sentou-se numa poltrona, na sala VIP do aeroporto, para que pudesse descansar e ler em paz.

Ao seu lado sentou-se um homem. Quando ela pegou a primeira bolacha, o homem também pegou uma. Ela se sentiu indignada, mas não disse nada. Apenas pensou:  Mas que cara de pau! 
Se eu estivesse mais disposta, lhe daria um soco no olho para que ele nunca mais esquecesse!
A cada bolacha que ela pegava, o homem também pegava uma. Aquilo a deixava tão indignada que não conseguia nem reagir. Quando restava apenas uma bolacha, ela pensou: - O que será que este abusado vai fazer agora?
Então o homem dividiu a última bolacha ao meio, deixando a outra metade para ela.
Ah! Aquilo era demais! Ela estava bufando de raiva!
Então, ela pegou o seu livro e as suas coisas e se dirigiu ao local de embarque.
Quando ela se sentou, confortavelmente, numa poltrona já no interior do avião olhou dentro da bolsa para pegar uma bala, e, para sua surpresa, o pacote de bolachas estava lá... ainda intacto, fechadinho!!!
Ela sentiu tanta vergonha! Só então ela percebeu que a errada era ela sempre tão distraída!
Ela havia se esquecido que suas bolachas estavam guardadas, dentro da sua bolsa...
O homem havia dividido as bolachas dele sem se sentir indignado, nervoso ou revoltado, enquanto ela tinha ficado muito transtornada, pensando estar dividindo as dela com ele.
E já não havia mais tempo para se explicar... Nem para pedir desculpas!
Quantas vezes, em nossa vida, nós é que estamos comendo as bolachas dos outros, e não temos a consciência disto?
Antes de concluir, observe melhor! Talvez as coisas não sejam exatamente como você pensa!
Não pense o que não sabe sobre as pessoas.
"Existem quatro coisas na vida que não se recuperam:
 - a pedra, depois de atirada;
 - a palavra, depois de proferida;
 - a ocasião, depois de perdida
 - e o tempo, depois de passado".

Um ótimo dia para você.


Autor desconhecido

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

A Tábua e os Pregos



Era uma vez um garoto que tinha um temperamento muito explosivo.
Um dia ele recebeu um saco cheio de pregos e uma placa de madeira.
O pai disse a ele que martelasse um prego na tábua toda vez que perdesse a paciência com alguém.

No primeiro dia o garoto colocou 37 pregos na tábua .
Já nos dias seguintes, enquanto ele ia aprendendo a controlar sua raiva , o número de pregos martelados por dia foram diminuindo gradativamente.
Ele descobriu que dava menos trabalho controlar sua raiva do que ter que ir todos os dias pregar diversos pregos na placa de madeira...
Finalmente chegou um dia em que o garoto não perdeu a paciência em hora alguma.
Ele falou com seu pai sobre seu sucesso e sobre como estava se sentindo melhor em não explodir com os outros e o pai sugeriu que ele retirasse todos os pregos da tábua e que a trouxesse para ele.
O garoto então trouxe a placa de madeira, já sem os pregos,e a entregou a seu pai.
Ele disse: - “Você está de parabéns, meu filho, mas dê uma olhada nos buracos que os pregos deixaram na tábua, ela nunca mais será como antes” .
Quando você diz coisas estando com raiva, suas palavras deixam marcas como essas.
Você pode enfiar uma faca em alguém e depois retira-la.
Não importa quantas vezes você peça desculpas, a cicatriz ainda continuará lá.
Uma agressão verbal é tão ruim quanto uma agressão física.
Amigos são como jóias raras.
Eles te fazem sorrir e te encorajam para alcançar o sucesso.
Eles te emprestam o ombro, compartilham dos teus momentos de alegria e sempre querem ter seus corações abertos para você.
Eu considero você um amigo (a) e me sinto honrado por isso!
E me desculpe se eu já deixei alguma marca na sua tábua.



Autor desconhecido

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

O Que é Mais Belo?


O que é mais belo: a natureza ou as construções humanas?
O que nos causa mais admiração: a incrível variedade das cores, dos matizes da natureza ou a engenhosidade humana que parece se superar a qualquer tempo?
A natureza morre e retorna, insuperável, inigualável.
Quando a neve tudo cobre, deixando somente se vislumbrar o imenso tapete branco, pensa-se que tudo está morto.
Contudo, basta a primavera iniciar seu passeio habitual, para que o verde da grama e dos pastos cubram as estradas, os morros, as montanhas;
E os brotos despontam, abundantes, em toda parte, anunciando o ressurgir de uma nova e extraordinária estação.
O homem constrói, muita coisa rui, mas ele refaz de forma ainda mais arrojada.
Muitas de suas construções atravessam os tempos, sinalizando que, desde o início de sua estada em nosso planeta, sua mente idealizou coisas grandiosas.
Olha-se a natureza e, quanto mais se observa, mais cresce nossa admiração por esse celeste escultor, que trabalha seu cinzel nas rochas vigorosas que apontam para os céus tanto quanto para aquelas formações que se escondem na intimidade das cavernas ou no seio dos mares.
Admiramos as formas curvilíneas das pedras, extasiamo-nos ante as alturas das montanhas que parecem tocar as nuvens, embriagamo-nos de sinfonias ouvindo o cantar da fonte, o sussurrar dos pequenos filetes nascentes, o estrondo das grandes quedas d´água.
Sentamo-nos na relva umedecida pelo orvalho da manhã e descobrimos nas pétalas de uma minúscula flor um pequeno diamante que brilha, aos primeiros raios do sol que se espreguiça, lentamente.
Beleza, cor, música. A natureza é pródiga em suas manifestações e, observando algumas espécies da flora, parece-nos descobrir Deus a pintar arabescos nas delicadas pétalas, ou, como um cabeleireiro, esmerar-se em cachos, coques, alisamentos.
Quanto mais olhamos, mais nos encantamos. E, se na noite bordada de estrelas, ficamos a mirar para o alto, reconhecemos a grande colcha bordada de luz, a envolver a Terra, em cálido manto.
É como se Deus, qual pai amoroso, nos cobrisse, de forma delicada, a fim de que lhe sintamos o amor, enquanto nos preparamos para fechar os olhos físicos e, pelas vias do sono, visitarmos as paisagens espirituais.
E, se assim nos encantamos com a prodigalidade Divina, que dizer das criações humanas que, a cada dia, superam o que se possa imaginar em engenhosidade?
Quando se veem pontes vencendo abismos, quando se contemplam construções que parecem escalar os céus, quando se observa o arrojo do homem no anseio de vencer a enfermidade, reverenciamos, mais uma vez a grandiosidade Divina.
Como Pai amoroso e bom, dotou os Seus filhos de Sua própria essência. Por isso, o homem não tem limites para sua imaginação, para sua criatividade, para a manifestação grandiosa de si mesmo.
Filho de artista extraordinário, não poderia ser diferente. E, se Deus coloca brilho nas estrelas, o homem ilumina a Terra com as suas luzes.
E, enquanto Deus prossegue a criar mundos e mundos, nesse universo em expansão em que nos movemos, o homem, incansável, sonha em vencer as distâncias e alcançar as estrelas.
O que será mais belo do que reconhecer que Deus é amor infinito e dotou os Seus filhos da própria essência de Sua criatividade?

Redação do Momento Espírita.

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

A Calúnia



NÃO deixe que a calúnia o perturbe!

Todos nós estamos sujeitos à calúnia.

Mas saiba superá-la, vivendo de tal maneira que o caluniador não
tenha razão.

Não revide um ataque com outro ataque.

Não se magoe com o calunia dor.

Perdoe sempre.

Apenas viva de tal maneira, que jamais o caluniador tenha razão.


C. Torres Pastorino

terça-feira, 27 de agosto de 2013

Na Arena da Evolução


Cada manhã, volves ao corpo que te suporta a intemperança e recebes a bênção do sol que te convida ao trabalho, a palavra do amigo que te induz à esperança, o apoio constante da Natureza, o reencontro com os desafetos para que aprendas a convertê-los em laços de beleza e harmonia, e, sobretudo, a graça de lutar, por teu próprio aprimoramento, a fim de que o tempo te erga à vitória do Bem.
Não te rendas, portanto, ao derrotismo e à dúvida que te lançam na sombra, porque, além do tormento a que o homem se atira, teimoso e imprevidente, Deus permanece em paz, acendendo as estrelas e unindo as gotas d’água para que todos nós possamos elevar-nos dos abismos da treva para os cimos da Luz .



Emmanuel / Chico Xavier

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Conselhos



Os conselhos ajudam, não há dúvida...

Mas não se esqueça de que a solução de nossos problemas está dentro
de nós mesmos, na voz silenciosa de nossa consciência, que é a voz de
Deus dentro de nós.
Não se deixe enganar: só você será o responsável pelo caminho que
escolher.
Ninguém poderá prestar contas por você.
Procure, portanto, viver acertadamente, de acordo com sua
consciência.

C. Torres Pastorino

domingo, 25 de agosto de 2013

Quem Agradece



Quem agradece a Deus a vida que recebe; 

o corpo em que se exprime, e o tempo que desfruta;

a luz do entendimento, e o poder do servir; 

as afeições queridas, e os bens de que dispõe;

não sabe examinar os defeitos alheios, 

e nem encontra ensejo para se lastimar...



Emmanuel / Chico Xavier

sábado, 24 de agosto de 2013

As Estrelas do Mar


Certo dia, um escritor, que costumava caminhar pela praia, em busca de inspiração, observou, ao longe, algo a se movimentar.
Continuou andando na direção daquela sombra até aproximar-se o bastante para perceber que se tratava de um homem.
Quando chegou mais perto notou que ele juntava as estrelas do mar, que haviam ficado presas na areia quente da praia, e as devolvia ao mar.
Só então ele se deu conta de que havia muitas estrelas do mar espalhadas pela praia.
Espantado disse ao homem: Você não percebe que há muitas estrelas do mar por aí? Seu esforço não vale a pena.
Mesmo que você trabalhe vários dias seguidos não conseguiria salvar todas elas. Então, que diferença faz?
O homem, que ainda não havia parado para lhe dar atenção, pegou uma estrela do mar, ergueu-a e, mostrando-a ao escritor disse: Para esta eu fiz diferença.
E, jogando-a ao mar, continuou sua empreitada.
O escritor observou aquele homem por mais alguns instantes e chegou à conclusão de que havia encontrado, naquele gesto simples e desinteressado de um anônimo, a inspiração que buscava.
*   *   *
Quando nos parecer que um pequeno gesto nobre de nossa parte não faz diferença, lembremo-nos desta singela história.
Pensemos que um único sorriso pode fazer muita diferença para alguém que se encontra desalentado.
Uma palavra de otimismo fará diferença para quem está desesperado.
Um exemplo nobre junto aos filhos, aos familiares, aos amigos, ou àqueles que nos observam de perto, pode fazer muita diferença.
A cada instante nós perdemos excelentes oportunidades de sermos gentis, de perdoarmos, de agirmos com delicadeza, de sermos honestos, sinceros, de calarmos uma ofensa.
E isso tudo, no cômputo geral, faz grande diferença.
Recentemente, lemos a notícia de que é preciso resgatar os valores simples para evitar os males atuais que são a depressão, a ansiedade, o desalento, entre outros.
Essa foi a conclusão a que chegaram os psiquiatras que participaram de um Congresso de Psiquiatria Clínica.
A tão falada e útil globalização, a grande quantidade de informações que chega a cada instante, a disputa pelo poder, a competição desonesta, faz com que nos esqueçamos de ser gente.
Parece mesmo que estamos nos tornando máquinas automatizadas, incapazes de olhar para quem está ao nosso lado, senão como um ferrenho concorrente ou um adversário pertinaz..
Se todos nós repensássemos valores e nos lembrássemos de que somos seres criados para viver em sociedade e que, acima de tudo, somos Espíritos imortais, filhos do mesmo Pai, talvez sofrêssemos menos.
E isso faria diferença.
*   *   *
Quando percebermos alguém preso nas areias quentes da solidão...
Quando notarmos alguém se debatendo no mar revolto do sofrimento... lembremos que todos somos estrelas do Universo, colocadas lado a lado, pelo Criador, para crescermos juntos.
E, como ensinou o Mestre de Nazaré, não sejamos estrelas apagadas, mas façamos brilhar a nossa luz onde quer que estejamos.
Só então perceberemos o quanto isso faz diferença.

Redação do Momento Espírita.

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

A Voz de Deus



Deus está em toda a parte ao mesmo tempo, em redor de você, dentro de
você!
Jamais você está desamparado.
Nunca está só.
Não permita que a mágoa o perturbe: procure manter-se calmo, para
ouvir a voz silenciosa de Deus dentro de você.
Assim, poderá superar todas as dificuldades que aparecerem em seu
caminho, e há de descobrir a Verdade que existe em todas as coisas e
pessoas.

C. Torres Pastorino

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Não Critique



NÃO critique! Procure antes colaborar com todos, sem fazer críticas.

A crítica fere, e ninguém gosta de ser ferido.

E a criatura que gosta de criticar, aos poucos, se vê isolada de

todos.

Se vir alguma coisa errada, fale com amor e carinho, procurando

ajudar.

Mas, sobretudo, procure corrigir os outros, através de seu próprio

exemplo.


C. Torres Pastorino

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

A Colheita



LEMBRE-SE de que colheremos, infalivelmente, aquilo que houvermos
semeado.
Se estamos sofrendo, é por que estamos colhendo os frutos amargos das
sementeiras errôneas do passado.
Fique alerta quanto ao mo mento presente!
Plante apenas sementes de otimismo e de amor, para colher amanhã os
frutos doces da alegria e da felicidade.
Cada um colhe, exatamente, aquilo que plantou.

C. Torres Pastorino

terça-feira, 20 de agosto de 2013

O Presente


O homem por detrás do balcão olhava a rua de forma distraída.
Uma garotinha se aproximou da loja e amassou o narizinho contra o vidro da vitrine. Os olhos da cor do céu, brilhavam quando viu um determinado objeto.  Entrou na loja e pediu para ver o colar de turquesa azul. 
 - É para minha irmã. Pode fazer um pacote bem bonito?, diz ela. O dono da loja olhou desconfiado para a garotinha e lhe perguntou:
 - Quanto de dinheiro você tem? Sem hesitar, ela tirou do bolso da saia um lenço todo amarradinho e foi desfazendo os nós. Colocou-o sobre o balcão e feliz, disse: 
- Isso dá?  Eram apenas algumas moedas que ela exibia orgulhosa. 
- Sabe, quero dar este presente para minha irmã mais velha. Desde que morreu nossa mãe ela cuida da gente e não tem tempo para ela. É aniversário dela e tenho certeza que ficará feliz com o colar que é da cor de seus olhos.  O homem foi para o interior da loja, colocou o colar em um estojo, embrulhou com um vistoso papel vermelho e fez um laço caprichado com uma fita verde. 
- Tome!, disse para a garota. Leve com cuidado. Ela saiu feliz saltitando pela rua abaixo. Ainda não acabara o dia quando uma linda jovem de cabelos loiros e maravilhosos olhos azuis adentrou a loja. Colocou sobre o balcão o já conhecido embrulho desfeito e indagou: 
- Este colar foi comprado aqui? 
- Sim senhora. 
- E quanto custou? 
- Ah!, falou o dono da loja. O preço de qualquer produto da minha loja é sempre um assunto confidencial entre o vendedor e o cliente. A moça continuou: “Mas minha irmã tinha somente algumas moedas! 
O colar é verdadeiro, não é? Ela não teria dinheiro para pagá-lo!”  
O homem tomou o estojo, refez o embrulho com extremo carinho, colocou a fita e o devolveu à jovem.
 - Ela pagou o preço mais alto que qualquer pessoa pode pagar. ELA DEU TUDO O QUE TINHA. O silêncio encheu a pequena loja e duas lágrimas rolaram pela face emocionada da jovem enquanto suas mãos tomavam o pequeno embrulho. 
 “Verdadeira doação é dar-se por inteiro, sem restrições. 
Gratidão de quem ama não coloca limites para os gestos de ternura. Seja sempre grato, mas não espere pelo reconhecimento de ninguém. Gratidão com amor não apenas aquece quem recebe, como reconforta quem oferece.”

Autor Desconhecido

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

A Diferença Entre Força e Coragem


É preciso ter força para ser firme,
mas é preciso coragem para ser gentil.

É preciso ter força para se defender,
mas é preciso coragem para baixar a guarda.

É preciso ter força para ganhar uma guerra,
mas é preciso coragem para se render.

É preciso ter força para estar certo,
mas é preciso coragem para ter dúvida.

É preciso ter força para manter-se em forma,
mas é preciso coragem para ficar de pé.

É preciso ter força para sentir a dor de um amigo,
mas é preciso coragem para sentir as próprias dores.

É preciso ter força para esconder os próprios males,
mas é preciso coragem para demonstrá-los.

É preciso ter força para suportar o abuso,
mas é preciso coragem para faze-lo parar.

É preciso ter força para ficar sozinho,
mas é preciso coragem para pedir apoio.

É preciso ter força para amar,
mas é preciso coragem para ser amado.

É preciso ter força para sobreviver,
mas é preciso coragem para viver.

Se você sente que lhe faltam a força e a coragem,
queira Deus que o mundo possa abraçá-lo hoje
com Calor e Amor!

E que o vento possa levar-lhe uma voz que lhe diz
que há um Amigo, vivendo num outro lado do Mundo,
desejando que você esteja bem.



Autor Desconhecido

domingo, 18 de agosto de 2013

Gotas de Perfume


Os retornos da vida nem sempre são visíveis, nem sempre são caminhos previsíveis ou nem sempre estão ali na frente. E o fato de se ter que viver nessa incógnita do dia seguinte faz com que alguns fechem-se, como conchas que escondem em si pérolas de inestimável valor.
Muitos hesitam em dar de si porque acham que oferecendo-se, perdem-se. Constroem muros em torno de si, ilham-se.
Certas pessoas não se entregam a amores, ficam reticentes ante abraços e à ternura de abrir-se inteiramente, desfolhar o coração e desnudar a alma, como fazem as flores, sem querer saber o porquê e se haverá algum retorno.
Aqueles que se doam incessantemente, totalmente e integralmente desgastam-se sem olhar para trás e sem querer ver longe demais, crescem em estatura da alma, mesmo se em alguns momentos o cansaço e o desânimo atingem levemente o coração.
Mas amar incondicionalmente é amar de olhos fechados, é transformar através das nossas vivências a visão que outros têm da vida, é contribuir para a escalada na busca do eterno.
Algumas gotas de perfume recaem sobre nós quando somos bons, quando nosso prazer maior está em servir e nosso eu e nosso ego ficam de lado.
Não é possível dar de si sem que um pouco do gesto não recaia dentro do coração, sem que Olhos atentos e agradecidos estejam pousem-se sobre nós, abençoando-nos


Letícia Thompson

sábado, 17 de agosto de 2013

Paz Interior


Aconteça o que acontecer na sua vida, não perca a sua paz interior, ela é a força que você precisa para manter-se em equilíbrio mesmo durante as piores tempestades.

Nessa época de pessoas atormentadas por pesadelos, por frustrações e sonhos desfeitos, manter a paz é fundamental para não cair nas armadilhas da depressão.

A carga de informação que você recebe durante o seu dia, a pressão do trabalho, dos estudos e dos relacionamentos, acaba deixando seus nervos em pedacinhos.

Se você não estiver com o pensamento voltado para o seu bem estar, você não consegue manter o equilíbrio e ai, o seu fígado começa a sofrer as primeiras conseqüências, daí para as doenças do estômago como a gastrite, a úlcera e outros nomes não muito recomendáveis, é um passo.

É preciso que você coloque filtros em sua vida, e ao receber as notícias, sejam elas quais forem, analisar e rapidamente descartar o que não for realmente importante para sua caminhada.

Manter-se em paz é um exercício diário, porque muitos obstáculos estarão presentes no seu dia a dia, a começar pelo seu lar, onde sob o mesmo teto reúnem-se pessoas que não compartilham as mesmas idéias que você.

No trabalho outros problemas nos aguardam. Manter o emprego esta cada vez mais difícil, devido a enorme competição imposta pelas empresas entre os funcionários, tornando o clima às vezes "infernal e insuportável".

Para complicar tem o seu relacionamento que anda às vezes tão complicado por coisas tão bobas, que você fica pensando, será que vale a pena?

E quando você está a sós, fica imaginando que não nasceu para amar e ser amado, que os anjos te esqueceram e outras besteiras que a solidão causa.

Tudo isso e mais aqueles amigos que acreditam que você é poderoso e usam seu ombro como se fosse um grande muro das lamentações e deixam você mais carregado de energias nada boas.

Cuide-se enquanto é tempo. Para que sua paz continue, use estas regrinhas básicas:

- Use o bom senso ao ler as notícias.

- Pare de ir no embalo dos alarmistas de plantão.

- Ao entrar no local de trabalho, faça uma prece em silêncio e cumprimente a todos com alegria.

- Respeite-se, se não estiver com vontade de falar com ninguém, retire-se e pare de fingir que está tudo bem.

- Peça ajuda. Para ajudar alguém precisamos estar muito bem. Se você não estiver bem, esqueça, você vai prejudicar a você e a quem pediu ajuda. A paz é uma conquista daqueles que se amam.

- Ame-se pelo amor de você mesmo! Ninguém tem o direito de invadir a sua paz e se o estão fazendo é porque você está permitindo.

- Reveja seus atos. Para manter a sua paz vale tudo: banhos relaxantes, orações, terapias, e muito amor. A paz é um exercício diário.

- Sorria mais, relaxe, busque um cantinho dentro de você para ser feliz. Você é responsável pelo seu bem estar. Estando feliz, o outro seguirá o seu exemplo.

- Acredite em você.

- Valorize-se. Você merece muito mais do que tem hoje, e vai conquistar se mantiver seu pensamento voltado para suas conquistas, sonhos e desejos.

Só existem dois dias no ano em que nada pode ser feito. Um se chama ontem e outro amanhã. Portanto, hoje é o dia certo para amar, acreditar, fazer, e principalmente viver. 



Autor Desconhecido

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Morangos da Vida



Um sujeito estava caindo de um barranco e se agarrou às raízes de uma árvore. Em cima do barranco, havia um urso imenso querendo devorá-lo. O urso rosnava, mostrava os dentes, babava de ansiedade pelo prato que tinha à sua frente. Embaixo, prontas para engoli-lo quando caísse, estavam nada menos do que seis onças absolutamente famintas.
Ele erguia a cabeça, olhava para cima e via o urso rosnando. Quando o urso dava uma folga, ouvia o urro das onças, próximas do seu pé. As onças embaixo querendo comê-lo e o urso em cima querendo devorá-lo.
Em determinado momento, ele olhou para o lado esquerdo e viu um morango vermelho, lindo, com escamas douradas refletindo o sol. Num esforço supremo, apoiou o seu corpo, sustentado pela mão direita, e, com a esquerda, pegou o morango.
Quando pôde olhá-lo melhor, ficou inebriado com a sua beleza. Então, levou o morango à boca e se deliciou com o sabor doce e suculento. Foi um prazer supremo comer aquele morango tão gostoso.
Talvez você pergunte:
- Mas, e o urso?
- Dane-se o urso, coma o morango!
- E as onças?
- Azar das onças. Coma o morango!
Relaxe, e viva um dia de cada vez! Coma o morango! Problemas acontecem na vida de todos nós, até o último suspiro. Sempre existirão ursos querendo comer nossas cabeças e onças pulando para nos pegar pelos pés. Isso faz parte da vida e é importante que saibamos viver dentro desse cenário. Mas precisamos saber comer os morangos.
A vida está acontecendo agora. Nesse exato momento deve haver um morango esperando por você. O melhor momento para ser feliz é agora. O futuro é uma ilusão que sempre será diferente do que imaginamos.
As pessoas visualizam metas e, quando as realizam, descobrem que elas não trouxeram a felicidade. Elas esquecem que a felicidade é construída todos os dias. Eu aqui, torço para que você descubra sua maneira de ser feliz! Espero que coma os morangos agora.

Autor: Roberto Shinyashiki

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

O Brasil é do Bem


Uma reportagem publicada em revista de grande circulação nacional, chama a atenção pelas primeiras linhas.
Diz assim: O Brasil é do bem. Em dois anos o número de pessoas que dedica parte do tempo livre a trabalhos voluntários mais do que dobrou.
Continua dizendo: Este batalhão de gente disposta a trocar horas de lazer pelo auxílio ao próximo não para de crescer! Estima-se que hoje, dois, em cada dez brasileiros, são voluntários.
Raramente lemos notícias boas assim em nossos jornais e revistas.
Infelizmente essas notícias não vendem tão bem quanto as desgraças e as fofocas. Assim, acabamos ficando sem saber de dados importantes como esse.
Numa primeira leitura parece uma manchete de um jornal do futuro, de um futuro distante, quando nosso país e nosso mundo estivessem melhores.
Porém, descobrimos, com alegria, que isso está acontecendo hoje. As mudanças já estão aí, operando-se nos corações humanos, e fazendo da Terra um lugar melhor para se viver.
Certamente que temos diversos problemas ainda, mas por vezes só falamos deles, só lemos a respeito de desgraças e mais desgraças, e isso vai nos deixando desanimados.
Há necessidade de saber também de tudo que vai bem, tudo que está melhor, tudo que se transforma positivamente.
De nosso interesse pelo bem, pelas boas notícias, nascerá igualmente o interesse das mídias em publicarem e divulgarem tais dados.
Enquanto apenas nos interessarmos em saber dos detalhes mórbidos desse ou daquele crime, desse ou daquele escândalo, é o que iremos ler e reler nas notícias.
A intenção não é a de nos mantermos ignorantes do que acontece, ou da realidade, como alguns poderiam argumentar, mas apenas a de equilibrar um pouco as coisas.
Toda essa enxurrada de notícias horripilantes e tristes tem gerado um efeito colateral nas almas humanas: o de deixá-las amargas, cabisbaixas, depressivas.
Ao mesmo tempo em que acontecem muitas coisas terríveis, muitas maravilhas outras estão aparecendo no mundo.
Noticiamos mortes violentas, assassinatos, mas, por vezes, esquecemos de noticiar as vidas salvas, as vidas que nascem exuberantes, as vidas que se renovam.
Noticiamos roubos, desvios de dinheiro e golpes. Porém, esquecemos de noticiar os gestos de filantropia que se multiplicam pelo mundo, as doações anônimas que promovem o bem-estar humano.
Divulgamos as separações conjugais, o casa-descasa das personalidades famosas, mas deixamos de lado as histórias de amor sincero, as uniões duradouras, o verdadeiro amor de família.
E tudo isso vai nos dando uma ideia falsa de que o bem não existe, e de que o mundo está cada vez pior.
O bem precisa aparecer! O bem precisa fazer alarde e quebrar esse vício humano de cultivar a desgraça.
Que possamos dar um basta ao sensacionalismo tolo, à fábrica de notícias ruins da televisão.
Sejamos os que fazem o bem, e também os que desejam saber do bem, e não apenas do mal que ainda existe como ferida exposta a ser curada.
*   *   *
Notícia de última hora:
O mundo está melhor hoje do que estava ontem.
As pessoas estão mais dispostas ao bem, e por isso propõem-se a se transformar interiormente, dando um basta a essa onda de infelicidade e desentendimento que assusta o mundo.
O mundo está melhor... pois você está melhor.

Redação do Momento Espírita. 

Suporta



Nos momentos de crise, não te abatas. Escuta. 

Por nada te revoltes, nem te amedrontes. Ora. 

Suporta a provação, não reclames. Aceita. 

Não grites com ninguém, nem firas. Abençoa. 

Lance de sofrimento é o ensejo da fé. Silencia. 

Deus sabe o instante de intervir...



Emmanuel / Chico Xavier

terça-feira, 13 de agosto de 2013

Trabalho


Houve um homem que morreu e se viu em um lugar lindo, rodeado de todo conforto concebível. Um ser vestido inteiramente de branco veio até ele e disse:
— O senhor aqui pode Ter qualquer coisa que desejar; qualquer iguaria, qualquer prazer, qualquer tipo de entretenimento.
O homem ficou encantado, e por vários dias deliciou-se com todos os manjares e deleites que sonhara na Terra. Um dia, porém, entediou-se daquilo tudo e, chamando o atendente de trajes brancos, explicou:
— Estou cansado disso tudo. Preciso de alguma coisa para fazer. Que tipo de trabalho você pode me oferecer?
O atendente de banco sacudiu a cabeça melancolicamente e respondeu:
— Sinto muito, meu senhor. Essa é a única coisa que não podemos lhe oferecer. Não há trabalho aqui.
Ao que o homem retrucou:
— Essa não! Eu poderia bem estar no inferno.
O atendente respondeu com brandura:
— E onde o senhor pensa que está?

Margarete Stevens

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

A Quem Pertence?


Perto de Tóquio vivia um grande samurai, já idoso, que agora se dedicava a ensinar o zen (meditação) aos jovens. Apesar de sua idade, corria a lenda de que ainda era capaz de derrotar qualquer adversário.

Certa tarde, um guerreiro conhecido por sua total falta de escrúpulos apareceu por ali. Era famoso por utilizar a técnica da provocação: esperava que seu adversário fizesse o primeiro movimento e, dotado de uma inteligência privilegiada para reparar os erros cometidos, contra-atacava com velocidade fulminante.

O jovem e impaciente guerreiro jamais havia perdido uma luta. Conhecendo a reputação do samurai, estava ali para derrotá-lo, e aumentar sua fama. Todos os estudantes se manifestaram contra a idéia, mas o velho aceitou o desafio.

Foram todos para a praça da cidade, e o jovem começou a insultar o velho mestre. Chutou algumas pedras em sua direção, cuspiu em seu rosto, gritou todos os insultos conhecidos, ofendendo inclusive seus ancestrais. Durante horas fez tudo para provocá-lo, mas o velho permaneceu impassível. No final da tarde, sentindo-se já exausto e humilhado, o impetuoso guerreiro retirou-se.

Desapontados pelo fato de que o mestre aceitar tantos insultos e provocações, os alunos perguntaram: "Como o senhor pode suportar tanta indignidade? Por que não usou sua espada, mesmo sabendo que podia perder a luta, ao invés de mostrar-se covarde diante de todos nós?"

"Se alguém chega até você com um presente, e você não o aceita, a quem pertence o presente?" - perguntou o Samurai. "A quem tentou entregá-lo" - respondeu um dos discípulos. "O mesmo vale para a inveja, a raiva, e os insultos" - disse o mestre. "Quando não são aceitos, continuam pertencendo a quem os carregava consigo. A sua paz interior, depende exclusivamente de você. As pessoas não podem lhe tirar a calma, só se você permitir..."



Autor Desconhecido

domingo, 11 de agosto de 2013

Pai é o Exemplo a Ser Seguido


O coração que bate e descompassa pela vida frente à ilusão e às desilusões de seus filhos.
Pai é saber fortalecer e preparar para as provas.
É amar acima de tudo os filhos que estejam certos ou errados mas que sempre necessitem de ajuda.
Pai é compreensão, é não saber tudo, mas querer achar as respostas de tudo que seus filhos possam perguntar.
Pai é amor, é educação, não medo ou bronca.
É aproximar-se de seus filhos como amigo e não afastar-se como o tirano. É fazer-se respeitar pelos filhos pelo exemplo e admiração que a eles cause e não pela força e medo por ser pai.
Ser pai é não gerar medo e sim ser fonte inesgotável de amor.
É não julgar para não ser julgado. É não querer que nossos filhos sejam aquilo que nem nós mesmos conseguimos ser e escondemos em mentiras que nunca poderão ser comprovadas pois a idade nos acomoda nas mentiras.
Ser pai é querer que nossos filhos sejam o melhor não de ninguém, mas deles mesmos.
É respeitar os limites e as vontades de nossos filhos pois o sangue é nosso mas o indivíduo está em cada um.
É amar nossos filhos o suficiente para deixá-los ir mesmo quando parece-nos arriscado, pois um dia também arriscamos e se caímos também nos levantamos e isso faz parte da vida e aprendizado de cada um. 
Querer proteger seu filho é fazê-lo evitar as provas e testar a vida com toda sua beleza.
Aquele que não sofre também não experimenta o contentamento da vitória.
Quem não cai não descobre que é capaz de levantar-se.
Quem não se machuca não descobre que seja capaz de curar-se.
Quem não entristece-se e magoa-se jamais descobrirá como é boa a vida quando alegramo-nos e descobrimos ao ficarmos mais velhos que passamos por provas, superamos e fomos vitoriosos.
Ser pai é amparar, aconselhar, fortalecer e deixar viver.
Nossos filhos não são nossos, são de Deus nosso Pai de hoje e sempre.
Pai, não esqueças jamais o filho que foi e o filho que sempre será.

Marcos
(mensagem psicografada por Leonardo Fábio em 08.08.2009)

sábado, 10 de agosto de 2013

A Flor e a Borboleta



Certa vez, um homem pediu a Deus
uma flor... e uma borboleta.
Mas Deus lhe deu um cacto... e uma lagarta. O homem ficou triste pois não entendeu o porque do seu pedido vir errado.
Daí pensou : Também, com tanta gente para atender... E resolveu não questionar.
Passado algum tempo, o homem foi verificar o pedido que deixara esquecido.
Para sua surpresa, do espinhoso e feio cacto havia nascido a mais bela das flores. E a horrível lagarta transformara-se em uma belíssima borboleta. 
Deus sempre age certo.
O Seu caminho é o melhor, mesmo que aos nossos olhos pareça estar dando tudo errado. 
Se você pediu a Deus uma coisa 
e recebeu outra, confie. 
Tenha a certeza de que Ele sempre dá o que 
você precisa, no momento certo.
Nem sempre o que você deseja... 
é o que você precisa. 
Como Ele nunca erra na entrega de seus pedidos, siga em frente sem murmurar ou duvidar. 
O espinho de hoje... será a flor de amanhã!

Do livro A Vida por Linhas Certas

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Se Podes Imaginar, Podes Conseguir



Conta certa lenda, que estavam duas crianças patinando num lago congelado.
Era uma tarde nublada e fria, e as crianças brincavam despreocupadas.
De repente, o gelo quebrou e uma delas caiu, ficando presa na fenda que se formou.
A outra, vendo seu amiguinho preso, e se congelando, tirou um dos patins e começou a golpear o gelo com todas as suas forças, conseguindo por fim, quebrá-lo e libertar o amigo.
Quando os bombeiros chegaram e viram o que havia acontecido, perguntaram ao menino:
- Como você conseguiu fazer isso? É impossível que tenha conseguido quebrar o gelo, sendo tão pequeno e com mãos tão frágeis!
Nesse instante, um ancião que passava pelo local, comentou:
- Eu sei como ele conseguiu.
Todos perguntaram:
- Pode nos dizer como?
- É simples: - respondeu o velho.
- Não havia ninguém ao seu redor para lhe dizer que não seria capaz.


Albert Einstein

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

O Naufrágio


Após um naufrágio, o único sobrevivente agradeceu a Deus por estar vivo
e ter conseguido se agarrar a parte dos destroços para poder ficar boiando.
Este único sobrevivente foi parar em uma pequena ilha desabitada,
fora de qualquer rota de navegação, e ele agradeceu novamente.
Com muita dificuldade e restos dos destroços, ele conseguiu montar um
pequeno abrigo para que pudesse se proteger do sol, da chuva, de animais e,
também para guardar seus poucos pertences, e como sempre agradeceu.
Nos dias seguintes, a cada alimento que conseguia caçar ou colher,
ele agradecia.
No entanto, um dia quando voltava da busca por alimentos,
ele encontrou o seu abrigo em chamas,
envolto em altas nuvens de fumaça.
Terrivelmente desesperado ele se revoltou.
Gritava chorando:
"O pior aconteceu! Perdi tudo! Deus, por que fizeste isso comigo?"
Chorou tanto, que adormeceu profundamente cansado.
No dia seguinte bem cedo,
foi despertado pelo som de um navio que se aproximava.
-"Viemos resgatá-lo", disseram.
-"Como souberam que eu estava aqui?", perguntou ele.
-"Nós vimos o seu sinal de fumaça"!
É comum sentirmo-nos desencorajados e até mesmo desesperados,
quando as coisas vão mal mas, Deus age em nosso benefício,mesmo nos momentos de dor e sofrimento.

Autor Desconhecido